0715_logo_descolabs-04.png

+55 14 3012-0075 

Manual Snapchat: polêmicas e reinvenções do aplicativo

 

Querid@ Explor@dor, ¿como estás?

 

Por aqui tá tranquilo, sem grilo mesmo…

 

Eu estava pesquisando um tema bacana pra gente discutir hoje, algo que estivesse sendo polêmico… Pensei no Snapchat. Porque não falar do Snapchat?

Bom, melhor irmos em parte, correto? Há muita coisa para ser comentada e pensada…

So… Here we go!

 

Primeiro: você sabe o que é Snapchat?

 

Bom, acredito que nesta altura do campeonato você já sabia mas essa vai pra quem não entendeu muito bem o conceito...
O Snapchat é uma rede social de mensagens e fotos instantâneas voltado para celulares Android e iOS. Criada por Bobby Murphy, Evan Spiegel e Reggie Brown na Universidade Stanford nos Estados Unidos, este app permite que você envie textos, fotos e vídeos e o seu diferencial é que este conteúdo só pode ser visto uma vez pois é deletado logo em seguida, desaparecendo definitivamente do app (tirando é claro a função de visualizar novamente e o “My Story” que fogem um pouco do conceito principal do aplicativo).


Famoso entre os jovens da geração Millennials (pessoas nascidos entre 1980 e 2000), a funcionalidade do Snap pra essa galera é o fato de poder compartilhar um determinado material/conteúdo que os usuários não gostariam que fossem postados em outras mídias como Facebook, Twitter, Instagram, zás e ele sumir em 24 horas.

A ideia parece boa, né? E assim, realmente funciona e dá certo sim, porém como nem tudo são flores, surgiram polêmicas que atrapalharam o desempenho da ferramenta.

 

As polêmicas do “App do fantasminha”

Citei aqui algumas das roubadas que o Snap se meteu para você ficar por dentro.
Se liga aí:

 

Compartilhamento de informações privadas

De uma forma ou outra, era meio que notório que eles teria problemas com isso...
Um dos maiores “incômodos” citados pelos usuários são as formas de copiar (ou o famoso “tirar print”) das fotos/vídeos enviados, que, consequentemente permitiria o compartilhamento de terceiros.
Só de falar você já consegue imaginar a treta, né?
Isso fez com que uma galera evitasse de usar o aplicativo para compartilhar informações mais “diretas” digamos assim...

 

Snap no Instagram? Snap no Facebook? Snap no Whats?

 

 

É, isso aí: o querido Mark Zuckerberg (dono do Facebook, Instagram e WhatsApp) não conseguiu comprar o aplicativo para ele e então decidiu fazer o seu em todas as suas mídias. Com isso, o acesso das pessoas no Snapchat caiu drasticamente.

Em seu auge, o Snap conseguiu atingir 21 milhões de usuários ativos! (tem noção?)
Nos trimestres seguintes, já com o Stories do Instagram no ar, os usuários do Snap caíram para 10 milhões e depois para 5 milhões e a estimativa é que esse número só abaixe com a chegada do Stories do Facebook.
Caindo o número de usuários, consequentemente caem os números de pessoas/marcas querendo inserir seus anúncios no aplicativo e, obviamente, eles deixariam de ganhar dinheiro com isso.

Com esses dois pontos negativos, muita gente deixou de “frequentar” o Snap e preferiu as redes sociais mais acessadas (como Facebook e Instagram) já que possuíam o conteúdo normal + o stories e um maior número de amigos conectados.

A galera do Snapchat já pensando em como reverter esse declínio de usuários, começou a optar por coisas que chamassem a atenção de quem acessava o aplicativo e foi aí que surgiram os filtros mais elaborados e a opção “Memories”

 

"Memories"

Como forma de salvar os conteúdos publicados no Snapchat para que você lembrasse do que você já postou por lá um dia, os desenvolvedores do app tiveram a ideia de salvar suas postagens do seu Story em um cantinho do Snap, te dando a possibilidade de vê-los e de repostá-los quando você quisesse.
Isso gerou alguns comentários entre os usuários, onde diziam que a “essência do aplicativo acabou a partir do momento que inventaram essa opção”.
Hm... Será mesmo?

 

Snap se reinventa a partir de filtros engraçados

 

Filtros 1 - a primeira tentativa

 

Os filtros do Snap sempre foram a sensação do aplicativo, antes mesmo de existir o Stories do Instagram, Facebook e WhatsApp.
Filtros de cachorros, coelhos, alterações na voz em vídeos e distorção na imagem viralizaram em nossas redes, dominavam cada canto da Internet, até que o Facebook alcançou o Snapchat (novamente - não, os caras não dormem) e também lançou seus próprios filtros na mesma pegada deles.
É, mais uma vez então o Snap precisara se reinventar para continuar firme e forte na luta.

 

 

Filtros 2 - a segunda tentativa: a realidade aumentada chega até nós!

 

 Como uma nova forma de chamar a galera para o app, os desenvolvedores do Snap tiveram a brilhante ideia de trabalhar com algo que ainda é um pouco novo pra gente: a realidade virtual.

 

Agora, ao abrir os filtros, a pessoa tem a opção de movimentar elementos em realidade aumentada e interagir com o mundo real a partir do “World Lenses”. É s-e-n-s-a-c-i-o-n-a-l! Você perde horas brincando ali facilmente… PORÉM, como o senhor da Internet não para nunca (estamos falando do Mark, tá?), é claro que ele já haveria pensado nessa plataforma para o Facebook também...
Ontem (18/04), aconteceu a conferência anual do Facebook para desenvolvedores na Califórnia em que Zuckerberg anunciou a sua principal novidade no evento: a “Camera Effects Platform”.

 

O “Camera Effects Platform” inclui dois produtos: o Frames Studio, que é um editor online que permite criar molduras para as fotos de perfil ou para a nova câmera do Facebook e o AR Studio, que pode ser usado para criar máscaras, efeitos scripts, molduras animadas e outras tecnologias de realidade aumentada, conta a galera de Redação do AdNews.

 

E agora? Fica aí o questionamento, né… Como será que o Snapchat vai dar a volta por cima novamente? Virão outros filtros por aí? Eles vão deixar a peteca cair?

 

Comenta aí o que você acha que esses caras vão fazer para continuarem sendo o rei dos Stories da “Internê”!

 

O papo de hoje está encerrado, querid@ Explor@dor!Espero que você tenha curtido.

 

Abraço,

 

Luisa Ferrari  🖖🏻


Fontes:
https://goo.gl/8i9cEs

https://goo.gl/NE7M0i

https://goo.gl/DgswpU

https://goo.gl/SX8Yz1

Compartilhar
Compartilhar
Please reload

Consumidor e varejo: como vem...

27/08/2020

Transformação digital

12/08/2020

É inevitável se reinventar: Po...

07/07/2020

1/1
Please reload

  • Branca Ícone LinkedIn
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon

DESCO /BR

Rua Luso Brasileira, 4-44

Jardim Estoril, Sala 605 e 602

17016-230 - Bauru - SP

(14) 3012-0075 | (14) 99615-4806

DESCO /PT

R. Febo Moniz, 27

Lisboa – Portugal

+351 910 364 352